[coronar countries="Brazil"]

Nesta terça-feira (26) ocorreu no Fórum de Maringá, o Júri Popular de Rogério Lima da Silva. Rogério, era acusado de matar uma pessoa e balear mais três, durante a festa de reveillon de 2018, que acontecia no pátio do estádio Willie Davids, na cidade de Maringá. Carlos Henrique dos Santos, foi morto com vários tiros, ao lado da família.

No tribunal de júri, a advogada Luciana Volpato, de Paiçandu, pedia pela absolvição de seu cliente, e o corpo de jurados entendeu que Rogério, é inocente dos crimes.

Silva, foi preso pela polícia dias após o homicídio e as tentativas de homicídio, além dele, João Paulo de Souza, também foi preso, mas conseguiu provar que não teria participado da ação criminosa e foi colocado em liberdade. Já, Rogério permaneceu preso até a data do julgamento de hoje.

 

Escreva um comentário

error: Conteúdo protegido !!